Olhar as estrelas? Do Chile é melhor

04/04/2015 12:23

Observatório La Silla, no Chile.

O Chile é um paraíso para astrônomos e todos aqueles que gostam de admirar e observar o universo. Posição geográfica, atmosfera e clima tornam o país um lugar privilegiado para o estudo astronômico. Como consequência, o investimento internacional em observatórios chilenos permite o avanço tecnológico e a compra de equipamentos de ponta, alavancando a pesquisa e também o turismo, já que muitos destes centros de observação estão abertos ao público.

Um importante fator para a visibilidade do universo é a camada atmosférica. Quanto mais alto o telescópio for colocado, menor será a influência dos gases atmosféricos na imagem, por isso observatórios costumam ser construídos no alto de montanhas. Mas a altitude, sozinha não garante uma boa observação do espaço, explica Marcelo Brückmann, que é físico e técnico do Laboratório de Astronomia da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (Pucrs).

“Não adianta colocar um observatório em um lugar muito alto em que o clima não ajude.”Regiões com clima instável, com muita chuva ou neve têm a visibilidade astronômica prejudicada. A poluição luminosa, produzida pelas grandes cidades, também atrapalha a visão do universo.

Com 90% do ano sem precipitações metereológicas, longe dos centros urbanos e com picos acima de 2 mil metros de altitude, o deserto do Atacama, no Chile reúne alguns dos principais observatórios do mundo. Muitos deles abertos ao público, confira cinco destinos chilenos para quem gosta de olhar as estrelas.

FONTE: MSN noticias/ educacao

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!