Saúde: Especialista alerta sobre cuidados com o uso de fones de ouvido

12/11/2015 21:17

Acessório é vilão quando o assunto é problema na audição. Dia Nacional de Prevenção à Surdez é comemorado nesta terça-feira (10).
 

Especialista-alerta-cuidados-uso-fones--ouvidoFoto: Reprodução.

Dia Nacional de Prevenção e Combate à Surdez, comemorado nesta terça-feira (10 de novembro de 2015), chama a atenção sobre a importância do cuidado com a saúde auditiva.

Os fones de ouvidos são um dos principais vilões quando o assunto é problema na audição, segundo a fonoaudióloga audiologista, Rafaela Ferreira.

Cada vez mais comum, o acessório usado no cotidiano e em diferentes ambientes, é um perigo se usado em volume que ultrapasse 80 decibéis, de acordo com a especialista. O exagero pode ocasionar sintomas como zumbidos e até provocar a surdez.

“O uso inadequado do fone é extremamente prejudicial à saúde. O perigo fica maior quando se soma o volume máximo do fone e os ruídos externos como barulho do ônibus e de outros veículos e pessoas. É importante saber usar o aparelho para não se prejudicar. Para evitar problemas auditivos, basta não exagerar”,alertou a fonoaudióloga.

Outra medida para prevenir problemas na audição é a realização do Teste da Orelhinha. O cuidado com a saúde auditiva acontece nos primeiros dias de vida com a realização do teste. Rafaela explica que o exame é fundamental para verificar se o bebê apresenta alguma deficiência e, assim, identificar o tratamento mais indicado em cada caso.

“O Teste da Orelhinha deve ser feito logo nas primeiras semanas de vida, com até 30 dias de vida, para verificarmos qualquer alteração auditiva no recém-nascido. O quanto antes tivermos o diagnóstico, podemos analisar junto à família qual a melhor medida a ser tomada como a adoção da língua dos sinais ou implante de prótese”, explicou a especialista.

Teste da Orelhinha

O Teste da Orelhinha identifica se há deficiência auditiva nos recém-nascidos. O exame deve ser realizado nos primeiros dias de vida. A fonoaudióloga Rafaela Ferreira orienta que o bebê esteja dormindo durante o exame que é indolor e não tem contraindicação.

Mesmo com o resultado negativo para o teste, a profissional recomenda que a família observe o bebê, se ele reage aos sons de música e fala, por exemplo. O teste da Orelhinha é obrigatório.

Por Victor Simão - DA REDAÇÃO S1 NOTÍCIAS
 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!