Estudante salgueirense sonha em ser jornalista, e, já mostra uma certa experiência em seus textos

14/05/2015 22:30

Marcos Martins é um estudante salgueirense,e que sonha em ser jornalista.

Marcos Martins 18 anos, cursa o terceiro ano do ensino médio na Escola Referência em Ensino Médio Aura Sampaio Parente Muniz, EREM AUREA, em Salgueiro. De onde pretende sair direto para o curso de jornalismo em uma Faculdade Federal, pois, seu sonho é ser um jornalista profissional.

O mesmo já é "Fera" em redação, ele nos enviou um de vários de suas criações. Segundo o mesmo já fez até trabalho de faculdade para terceiros. Isso mostra o seu talento e dedicação, ao seu futuro;

   Confira uma de seus textos abaixo:

                                       A atuação pedagógica inclusiva do professor na educação básica

                                                                    Resultado de imagem para professora e aluno especial

                   PROFESSORA ENSINANDO ALUNO CEGO A LER  EM BRAILE

   A inclusão de alunos especiais nunca tinha sido tratado como um assunto importante, porque as pessoas que tivessem alguma limitação física, e, que queriam estudar, teriam que se adaptar as normas da escola regular como qualquer outro, mas hoje isso vem mudando, em todas as escolas são pedidas salas especiais para essas pessoas, o SAEE (Sala de Atendimento Educacional Especializado), sistema que foi criado para ajudar pessoas especiais a interagir com os outros alunos e professores em sala de aula.

 

   Como hoje em dia o país é que está se adaptando para receber essas pessoas especiais, no mercado de trabalho, em universidades e escolas, que colocam rampas, banheiros especiais, instrutores capacitados em cada área especializada, materiais pra atender esse alunos. Pórem, ainda há escolas que não esse tipo de material, ou essa sala, nem professores gabaritados, dentro da sala de aula ainda existe professosor que não trabalha de forma inclusiva, que deixa aquele aluno especial no canto da sala excluído. Entretanto nem tudo é perfeito, que a educação está melhorando ninguém pode negar, como se pode ver, tem muita melhoria acontecendo. Como no programa de cotas que favorece pessoas com limitações, no ENEM já marcam as provas dessas pessoas, caso elas precisem de algum tipo de apoio, recebem, como de um interprete, um ledor ou umaa prova em  braile para cegos, para conseguirem fazer a prova domesmo jeito que outras pessoas. Todavia ainda estão sendo excluídos indiretamente. Porque os recursos podem estar atendendo a esse aluno, pórem o professor regular não esta totalmente preparado, ele não tem uma formação adequada. Esse aludo pode até estar sendo atendido, pórem o professor não esta apato para se comunicar com quem tenha alguma deficiência sem alguém capacitado ao lado para atender as necessidades daquele aluno.

                                                                   Resultado de imagem para professora e aluno especial                   

                         PROFESSORA ENSINANDO E INTERPRETE AJUDANDO ALUNA SURDA

   Em virtude do que foi argumentado, pode se perceber que a atuação pedagógica da inclusão do professor na educação básica não é das melhores, mas esta melhorando, com recursos que deixam professor e aluno mais próximos, para facilitar os ensinamentos e aprendizagem, hoje em que Universitários que estão se formando em pedagógia tem área voltada para educação especial, que favorece ambas as partes, incluíndo todas as pessoas na educação.

                                                                                                                         Por MARCOS MARTINS

PELA REDAÇÃO DO SALGUEIRO NOTÍCIAS

  

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Centenas de templates
  • Todo em português

Este site foi criado com Webnode. Crie um grátis para você também!