Agricultora morre após dar à luz no Hospital Regional de Salgueiro

24/04/2015 21:56

A agricultora morreu devido a falência multipla dos orgãos

Segundo o site SERTÃO CENTRAL, Maria Sebastiana dos Santos, de 32 anos, natural de Barbalha – CE, residente na Rua do Campo em Cedro - PE, morreu na madrugada dessa terça-feira (21) após o nascimento de Jeferson, seu quarto filho, no Hospital Regional Inácio de Sá, em Salgueiro - PE. Ela teve uma hemorragia após o parto e acabou não resistindo. Já o bebê passa bem e está em casa com a família.

DSCN2314

 

Sebastiana procurou o Hospital na manhã de segunda (20) acompanhada da mãe, Maria Luzia dos Santos, de 77 anos. O objetivo era fazer uma consulta e agendar a cirurgia cesariana seguida por laqueadura. De acordo com a família, após apresentar os principais sinais do trabalho de parto, a gestante foi internada pelos médicos e chegou a ser medicada para induzir o parto normal. “Ela gritava de tanta dor e pedia até pelo amor de Deus para eles [os médicos de plantão] fazerem a cirurgia, mas foi tudo em vão”, relatou a mãe da paciente.
 
Às 19h, após dar à luz a um menino de quase 4 quilos, Sebastiana passou mal, teve hemorragia e foi submetida a uma intervenção cirúrgica para conter a perda de sangue, mas não resistiu e veio a falecer por volta das 4h da madrugada dessa terça. “Fiquei o tempo todo esperando notícias do lado de fora. A enfermeira me deu medicamento para dormir e disse que minha filha estava bem. Depois me levaram até a sala onde Sebastiana estava entubada. As enfermeiras disseram para eu não se preocupar, pois ela ficaria boa. Pouco tempo depois veio a triste notícia de que minha filha estava morta”, lamentou dona Maria.
Na Declaração de Óbito emitida pelo Hospital, Sebastiana morreu devido a falência múltiplas de órgãos, decorrente de uma hemorragia pós – parto e anemia acentuada. Ela recebeu todo acompanhamento de gestação na Unidade Básica de Saúde de Cedro – PE. Resultados de exames e relatos da família confirmam que a saúde dela e da criança estava normal. Para a irmã, os médicos deveriam ter feito a cesariana, uma vez que a cirurgia de laqueadura havia sido solicitada. O Hospital deverá se pronunciar oficialmente sobre o caso.
 
FONTE: sertaocentral.com

 

 

—————

Voltar



Crie um site com

  • Totalmente GRÁTIS
  • Design profissional
  • Criação super fácil

Este site foi criado com Webnode. Crie o seu de graça agora!